Os ambientes mais descontraídos podem dar um pouco de dor de cabeça ao pensar na iluminação. Isto porque ela deve, além de iluminar, criar o clima, as sensações. Em um projeto de iluminação para bares e restaurantes, isso deve pensado com ainda mais carinho.

Neste artigo, daremos algumas dicas de iluminação para bares e restaurantes. Desde o papel da iluminação nestes locais até as lâmpadas utilizadas.

Papel da iluminação para bares e restaurantes

Bares e restaurantes são ambientes que precisam criar sensações.

Isto porque, as pessoas que os procuram, buscam justamente isto. Pode ser um jantar de negócios ou um pedido de casamento. O espaço precisa oferecer esta aura de sentimentos.

As luzes podem alterar a percepção das formas no ambiente. Assim como também podem incomodar ou deixar mais relaxado.

Em um projeto de iluminação para bares e restaurantes, três pontos devem ser tornados em prioridade:

  • Destaque: pense na organização dos espaços através da luz. É assim que os grupos irão se reunir no ambiente;
  • Separação: é importante manter vários pontos de interesse no bar ou restaurante. Além de dar fluidez, cria uma sensação de comodidade aos clientes;
  • Conecte: faça com que os espaços tenham uma linha parecida. Mesmo os mais afastados devem ser tratados como “parte do espaço”.

Passo a passo de um projeto de iluminação para bares e restaurantes

Agora que já sabe o que a iluminação deve atender, é a hora de saber como fazer isto. Para isso, é necessário que o projeto iluminotécnico atenda alguns requisitos.

Planejamento antes de tudo

É um erro bem comum pensar na iluminação para bares e restaurantes somente no final.

Porém, como faz parte da composição do design, nada mais justo que seja feito antes. A ideia central da iluminação tem de estar no projeto.

Camadas de luz

Podemos dividir a iluminação nestes ambientes em quatro partes:

  • Principal: o nível geral da iluminação. As lâmpadas que darão o maior destaque ao ambiente. Aqui, o LED se torna uma escolha interessante;
  • Trabalho: pontos um pouco mais específicos. Uma iluminação de destaque no balcão, prateleiras e outros locais do tipo;
  • Foco: locais onde se pensa em destacar a arquitetura. É o início da iluminação decorativa. Arandelas são um exemplo de como trabalhar este foco;
  • Decoração: a parte mais visual. É a decoração quem vai dar ao público a identidade do lugar. Fitas de LED, neon, lustres, o que casar com o ambiente.

Necessidades do espaço

Não é porque uma ideia de iluminação funcionou bem em determinado estabelecimento que venha a dar certo no seu.

Cada espaço possui suas peculiaridades. Desde o tipo da lâmpada até a disposição das mesas. Tudo influencia no conforto que a iluminação traz.

Por isto o projeto iluminotécnico deve ser pensado cedo.

Temperatura de cor

A luz age de maneiras diferentes no comportamento humano. E muito disto está ligado a temperatura da cor.

Cores mais quentes, com temperaturas de cores mais baixas, criam ambientes mais agitados. Para bares e casas noturnas são o ideal.

Já as cores mais frias, com temperaturas maiores, são recomendadas para locais mais calmos. Restaurantes e cafés se encaixam bem, aqui.

O ideal é que as temperaturas façam parte de uma ideia para o local. Caso trabalhe diferentes ambientes no mesmo estabelecimento, é uma forma de direcionar a clientela para o local adequado.

Cuidado com as cores

A iluminação para bares e restaurantes é diferente.

Enquanto um requer um público mais enérgico, alegre, o outro precisa de um mais calmo.

Assim como dissemos anteriormente, cada ambiente tem seus propósitos. Faça esta escolha com cuidado e sabedoria.

Conforto

Às vezes, a ideia pode ser melhor do que a execução.

A iluminação de bares e restaurantes tem de ser confortável para a clientela. A iluminação direta sobre as mesas, por exemplo, pode atrapalhar a leitura do cardápio.

Assim como a tentativa de criar zonas mais intimistas pode deslocar o ponto totalmente do estabelecimento.

Fique de olho nas tendências.

Não é novidade que o LED está em alta. É mais econômico, tem melhor poder de iluminação e dura mais.

Adota-lo à iluminação central do ambiente é uma estratégia interessante. Principalmente para quem pensa na conta no final do mês.


A iluminação dos espaços comerciais é mais importante do que parece. Um ambiente visualmente confortável influencia na frequência em que as pessoas consomem nele. Além disto, é mais econômico pensar na iluminação para bares e restaurantes do que parece.

Escrito por Equipe G-light
A G-Light é atualmente uma das maiores empresas de iluminação do país. Além, de investir em inovação, preza pelo desenvolvimento de soluções em iluminação que agreguem economia, design atrativo, qualidade e tecnologia sustentável sempre buscando a satisfação do cliente. Aqui você encontrará dicas, informações e curiosidades sobre iluminação.