G-Light - 15 anos.

Dicas

Dicas de Iluminação Residencial

Iluminação Residencial

15/02/2012

Ao se falar de luz, não existe certo ou errado, mas sim o efeito mais adequado para cada situação/ambiente. A iluminação é essencial na criação do ambiente, sendo atualmente, um dos elementos mais importantes na arquitetura. Uma boa iluminação acentua, extraordinariamente, a beleza de qualquer espaço e assegura conforto ideal para cada atividade ali executada.

Abaixo algumas dicas importantes:

SALA DE ESTAR:
A sala deve ter uma iluminação agradável e flexível, capaz de ser alterada de acordo com cada situação. Esse ambiente deve ter uma iluminação geral direta por meio de plafons, lustres, pendentes ou uma iluminação geral indireta com o uso de sancas. Associada a iluminação geral, deve-se ter uma iluminação de destaque para realçar itens importantes da decoração, como quadros, objetos de decoração.

SALA DE JANTAR: O foco principal da iluminação de uma sala de jantar está na mesa. O uso de lustres, luminárias tipo pendente iluminam todo o espaço, criando uma atmosfera agradável.

COZINHA: A cozinha deve ter uma iluminação geral difusa, associada com uma iluminação de apoio para a área de bancada. Para a iluminação geral, podem ser utilizadas lâmpadas com temperatura de cor fria, pois estimulam a atenção para evitar pequenos acidentes domésticos.

BANHEIROS: A iluminação dessa área deve ser suave e agradável. É fundamental cuidar da iluminação na área do espelho para que haja luminosidade suficiente para maquiagem ou fazer a barba.

DORMITÓRIOS: Nos quartos pode-se utilizar iluminação geral direta, com o uso de plafons, luminárias embutidas ou criar um ambiente mais aconchegante com o uso de iluminação indireta, através de luminárias de parede e até mesmo luminárias de teto específicas que produzem esse efeito. Outro ponto que deve ser abordado nesse espaço é o uso de luminárias que auxiliem a leitura na cama.

ESCRITÓRIOS DOMÉSTICOS: Nesse ambiente os olhos possuem um trabalho intenso. Uma boa regra é ter cerca de três vezes mais luz na superfície de trabalho do que no resto do cômodo.

ILUMINAÇÃO EXTERNA: Segurança e destaque são as funções principais de uma iluminação externa. A iluminação deve ser feita com luminárias que tenham características técnicas para áreas externas. É interessante a utilização de balizadores para demarcar os caminhos e luminárias tipo embutidos de piso para a iluminação da vegetação.

Outras dicas

1