G-Light - 15 anos.

Dicas

Dicas de Iluminação Corporativa

Iluminação Corporativa

15/02/2012

Conheça algumas regras importantíssimas para a iluminação corporativa.

A NBR 5413 (Iluminância de Interiores) da ABNT define que para áreas corporativas a iluminância deve variar entre 500 e 600 lux.

A temperatura de cor mais fria é a indicada. Lâmpadas de 6.500K, que puxam para o branco azulado, estimulam o trabalho. Dependendo do objetivo do ambiente pode-se optar por uma iluminação mais neutra com 4.200K.

No caso das estações de trabalho com computador a luz do ambiente não precisa chegar aos 500 lux já que grande parte da iluminação necessária para a execução de tarefas é fornecida pelo monitor. Inclusive, nesse caso, muita luz pode prejudicar porque a tendência é que haja ofuscamento que torna o trabalho cansativo e desestimulante.

A sala de reuniões também é um espaço que necessita de iluminação cuidadosa. A melhor escolha é uma iluminação geral difusa. Devemos evitar o uso de luz focada porque cria sombras que causam desconforto e cansaço. Nesse ambiente também é importante considerar certa versatilidade na iluminação. Esse espaço pode ser utilizado para vídeo conferências ou apresentações com projetor multimídia. O ideal é que existam várias composições de cena com acendimentos independentes.

A composição de cenas com acendimentos independentes é vital para a racionalidade no consumo de energia. É muito comum vermos andares inteiros iluminados mesmo quando apenas uma ou duas estações de trabalho estão sendo utilizadas. O posicionamento correto das luminárias (luz geral) e a iluminação direta em cada estação de trabalho viabilizam a economia de energia, além de tornar o ambiente esteticamente mais agradável.

Outras dicas

1