A magia das fotografias encanta o homem desde o século XIX. A capacidade de capturar momentos e eterniza-los. E, tudo isto, através de um dispositivo que faz isto através da luz. Desde seu surgimento até hoje, as câmeras fotográficas evoluíram muito. De grandes dispositivos, difíceis de carregar, até as modernas DSLR. E, durante essa evolução, uma técnica nasceu: o light paint.

Já viu uma foto bacana, com um desenho brilhante em volta? Aquilo é o light paint. Curioso para saber como funciona? Então está no lugar certo.

Neste artigo, contaremos como a luz é utilizada na fotografia. Sobre o que é o light paint e como fazê-lo.

Como a fotografia funciona?

A palavra vem do grego. Significa “desenhar com luz”. E, de maneira geral, é isto. Projetar uma imagem através da captura da iluminação.

As câmeras fotográficas podem ser consideradas versões modernas e portáteis das câmaras escuras. Um espaço completamente fechado, com apenas um furo, por onde a luz é direcionada. A iluminação sobre um objeto (móvel, animal ou humano) gera uma imagem projetada, de forma invertida.

Durante o Renascentismo, alguns pintores passaram a usar as câmaras escuras em suas pinturas. O que serve para explicar o realismo de suas obras.

Diversos inventores contribuíram para a fotografia como a conhecemos. Joseph Niépce (1826), Louis-Jacques Daguerre (1838), William Fox-Talbot (1835) e Hercules Florence (1824). Este último trabalhava como naturalista no Brasil, quando criou a base da fotografia moderna.

E o light paint?

Esta é uma técnica de fotografia moderna. O light paint, nada mais é, do que criar rastros de luz em uma fotografia.

Pela arte realizar a captura das imagens através da exposição e captura de luz, o light paint precisa de mais exposição para acontecer.

É neste ponto que entra a criatividade do fotógrafo. Os rastros vão depender do tipo de iluminação, da iluminação do local e, é claro, da direção dos fotógrafos.

Como fazer light paint em uma fotografia?

Antes de tudo, tenha uma câmera em mãos. Quanto mais moderna, melhor serão os resultados. Mas as mais comuns também resolvem. Se quiser algo mais profissional, existem, no mercado, câmeras especializadas na técnica.

Tenha, também, um tripé. Quanto mais firme, melhor. Na falta, uma superfície onde consiga estabilizar a câmera pode ajudar bastante.

Iluminação. Aqui, a versatilidade é enorme. Desde lanternas até lâmpadas de variados tipos. Armações com lâmpadas halógenas, ou com filamento de carbono, dão uma coloração mais avermelhada. Já o LED pode ser incorporado de maneira mais suave e artística. As lâmpadas de LED, aqui, dão um toque ainda mais artístico. Elas criam traços mais finos e suaves.

Papel celofane ou plástico colorido. É importante, caso esteja usando uma lanterna, e queira efeitos variados. É possível, também, usar lâmpadas de LED coloridas. Existem diversas tonalidade e, uma delas, casará perfeitamente com sua foto.

Flash para câmera. Este é um fator importante. Assim como câmeras, existem flashes específicos para profissionais. Mas, em todo caso, um flash comum pode quebrar o galho.

Roupa escura. Isto, é claro, se estiver fotografando outras pessoas. As roupas escuras vão garantir que você não vire um “fantasma” na foto.

Montando a cena.

Escolha um lugar bacana. É importante que esteja pouco iluminado, e que haja a possibilidade de movimentação. À noite é o melhor momento para realizar o light paint.

Estabilize a câmera com o tripé, ou na superfície escolhida, e regule o obturador. Quanto maior o tempo de exposição, mais tempo terá para realizar o light paint. E mais nítido será o traço.

Enquadre a fotografia e regule o foco. É importante que ele esteja no manual, para que você tenha o máximo de qualidade no que está fazendo.

É preciso prestar atenção com o ISO e com o diafragma. Por estar em um ambiente pouco iluminado, um ISO muito alto pode estragar completamente o light paint. Assim como o diafragma. A abertura pode variar, a depender da situação.

Se for fotografar alguém, é bom ter jogo de cintura. O modelo não pode se movimentar enquanto o fotógrafo realiza o light paint.

Se já possuir um desenho específico em mente, é o momento de pôr a criatividade para funcionar. Faça o desenho com a fonte luminosa escolhida. Agitar fitas de LED no ar cria efeitos espirais quase psicodélicos. Lâmpadas fazem efeitos que parecem bolas de fogo. Lanternas são perfeitas para traços contínuos. A escolha é sua.


Agora é com você. Misture luz e criatividade em suas fotografias com light paint. O resultado, certamente, será o melhor possível.

Escrito por Equipe G-light
A G-Light é atualmente uma das maiores empresas de iluminação do país. Além, de investir em inovação, preza pelo desenvolvimento de soluções em iluminação que agreguem economia, design atrativo, qualidade e tecnologia sustentável sempre buscando a satisfação do cliente. Aqui você encontrará dicas, informações e curiosidades sobre iluminação.